Tipos de Estrias e Como Eliminar Cada uma Delas

Tipos de Estrias e Como Eliminar Cada uma Delas
5 (100%) 1 vote

Saiba tudo sobre os tipos de estrias, incluindo as vermelhas e brancas, como evitar e quais são os melhores tratamentos para cada uma delas.

As estrias são um pesadelo na vida de muitas mulheres.

Minhas primeiras estrias surgiram quando eu era muito novinha e sempre tive vergonha de usar biquíni por conta disso. Depois de alguns anos fiz tratamentos que foram responsáveis por melhorar o aspecto da minha pele e vou contar mais sobre eles para você.

Tipos de estrias como eliminar

Aprenda tudo sobre os tipos de estrias e como eliminá-las!

Além de falar sobre os melhores tratamentos disponíveis para eliminar estrias, vou te explicar o que são, como surgem e também o que podemos fazer para evitá-las.

Fica comigo até o fim do artigo para descobrir como acabar de vez com as estrias!

O QUE SÃO ESTRIAS

Estrias são lesões, semelhantes às cicatrizes, que surgem após o estiramento repentino da pele. O estiramento ocorre quando alguma parte do corpo começa a aumentar demais e a pele da região não consegue acompanhar o crescimento. Nesse momento, a pele se rompe e a estria se forma.

Essas lesões ocorrem nas fibras elásticas e colágenas, tornando-se mais visíveis sob a nossa pele ao longo do tempo.

Na maioria dos casos, e assim como a celulite, as estrias causam apenas desconforto estético, mas também podem coçar ou arder. A região afetada pelo problema também pode apresentar flacidez.

TIPOS DE ESTRIAS

Há dois tipos de estrias, as vermelhas e as brancas. As vermelhas são mais recentes e fáceis de serem tratadas. Já as brancas se formaram há mais tempo e sua eliminação é mais difícil.

Veja mais detalhes sobre cada uma abaixo:

  • Estrias Vermelhas:

Esse é o estágio inicial de uma estria. Quando ocorre o rompimento da fibra elástica aparece uma estria de cor vermelha, rosa ou até mesmo arroxeada na região.

Nesse momento ainda há circulação de sangue, o tecido não foi completamente prejudicado e o corpo está tentando cicatrizar o local, por isso a estria vermelha é mais fácil de ser eliminada.

Uma estria recém formada pode coçar e arder, pois ocorre um processo inflamatório na região. Deve ser tratada imediatamente para aumentar as chances de eliminação por completo.

  • Estrias Brancas:

São as estrias antigas e que já não apresentam processo inflamatório.

Quando essas estrias se formaram também eram avermelhadas, mas com o passar do tempo e sem o tratamento adequado, cicatrizaram completamente e perderam a cor.

Os tratamentos têm menos chance de eliminar completamente esse tipo de estria, pois as fibras elásticas e de colágeno já estão atrofiadas.

Como esse é o estágio final do problema, as estrias podem se apresentar de duas formas: brancas, superficiais e estreitas ou brancas, profundas e largas.

COMO EVITAR ESTRIAS 

Alguns fatores podem contribuir fortemente para o aparecimento das estrias, entre eles estão o efeito sanfona, problemas hormonais, genética ou gravidez.

Para evitar o problema podemos fazer algumas coisas que são bastante simples:

  • Manter o corpo hidratado sempre;
  • Hidratar a pele com cremes antiestrias;
  • Usar óleo de rosa mosqueta ou de semente de uva misturado ao seu creme hidratante para potencializar o efeito;
  • Praticar exercícios físicos regularmente;
  • Evitar ingerir doces e gorduras em excesso;
  • Comer alimentos ricos em vitamina C que é um importante antioxidante e ajuda na formação das proteínas da pele;
  • Aplicar argila branca na área com estrias, pois ela auxilia no clareamento e cicatrização da pele;

TRATAMENTOS PARA ESTRIAS

Tratamentos para estrias vermelhas:

  • Cremes: Alguns cremes são bastante conhecidos pelo seu poder de tratar as estrias. Em sua fórmula os cremes precisam conter pelo menos algum dos seguintes ingredientes para melhorarem o problema: ácido retinoico, vitamina E, óleo de rosa mosqueta, vitamina C, centelha asiática, ácido glicólico ou óleo de amêndoas doces;
  • Peeling de Cristal: O peeling de cristal descama a pele para estimular a produção de colágeno. O tratamento é combinado com a aplicação de ácido retinoico, que irá penetrar melhor após a esfoliação da pele;
  • Infravermelho: Com esse tratamento, os raios infravermelhos aquecem as camadas mais profundas da pele e estimulam a produção de colágeno e elastina. Dependendo da largura e profundidade da estria, essa técnica pode melhorar em até 80% a aparência da sua pele após três meses;
  • Luz pulsada: Através de uma fonte de calor, a luz pulsada provoca microlesões no tecido estimulando a regeneração. Esse tratamento também é ótimo para cicatrizes e manchas superficiais na pele;
  • Vitamina C: A vitamina C a 22% é injetada na camada superficial da pele, atingindo os vasinhos que conferem à estria a coloração avermelhada. Com essa aplicação as estrias se tornam menos visíveis e a área se recupera melhor, pois a produção de colágeno é estimulada. 

Tratamentos para estrias brancas, superficiais e estreitas:

  • Radiofrequência: Aquece a camada mais profunda da pele e estimula a produção de colágeno. Como ajuda na reorganização dos tecidos de sustentação, trata também a flacidez que pode surgir na região afetada pelas estrias. É um dos melhores tratamentos para ser feito após a gravidez;
  • Laser Fracionado: Estimula a produção de colágeno e elastina, mas ao mesmo tempo preserva as células, o que é essencial para um processo de cicatrização acelerado. Se você tem a pele morena, negra ou está bronzeada, tome cuidado com esse tratamento, pois pode manchar a sua pele;
  • Peeling de Cobre: O segredo desse peeling está no uso do cobre. Ele reage com a enzima da nossa pele que é responsável pela produção de melanina e isso faz com que a estria fique da mesma tonalidade que o restante da pele. A melhora do aspecto da estria varia de 70% a 80% após 5 sessões;
  •  Carboxiterapia: Esse é um dos tratamentos mais dolorosos, mas bastante eficaz já que trata a estria de dentro para fora. Com o auxílio de uma agulha é feita a aplicação de gás carbônico no tecido, dilatando os vasos sanguíneos e estimulando a produção de colágeno.

 Tratamentos para estrias brancas, profundas e largas: 

  • Subcisão: Esse é um tratamento um pouco mais invasivo, já que o procedimento é cirúrgico. É feita uma incisão, com uma agulha de ponta cortante, para deslocar a derme profunda. Isso estimula a produção de colágeno e a recuperação da estria, diminuindo a sua profundidade e largura.
  • Microagulhamento: Utilizando um rolinho cheio de pequenas agulhas, chamado roller, o profissional irá fazer uma espécie de massagem sobre as estrias. O procedimento estimula a produção de colágeno devido aos traumas causados na pele e é um dos tratamentos mais eficazes contra as estrias.

MEU SEGREDINHO ESPECIAL!!

Amiga, se você é como eu e tem pavor de agulhas e cirurgia, você precisa experimentar o colágeno hidrolisado em cápsulas! É um tratamento 100% natural, aprovado pela Anvisa e super prático!

Os melhores produtos para esse tratamento são o Renova 31 e o Revital. Fiz uma resenha de cada um desses produtos neste blog e você pode conferir tudo sobre cada um deles clicando aqui e aqui.

Como vimos, as estrias são um grande problema na vida de muitas mulheres, mas podemos fazer algumas coisas para nos livrarmos delas.

Hoje te mostrei quais são são tipos de estrias existentes e quais são os melhores tratamentos em cada caso. Temos um grande leque de opções para tratar as estrias hoje em dia, então é só escolher o que mais te agrada e ser feliz com o resultado!

Também te passei algumas dicas valiosas sobre o que fazer para evitar as temidas estrias. São novos hábitos que você pode incluir facilmente no seu dia a dia e que  vão te ajudar muito a manter a pele lisinha.

Foi muito bom poder compartilhar com você o que eu sei que funciona para acabar com as estrias.

Se você gostou do post, deixe seu comentário, vou ficar muito feliz em saber a sua opinião!

Beijo e até a próxima!

 

Leave a Reply