Mau Hálito – Guia Definitivo Sobre o que é, Causas e Como Tratar a Halitose

Saúde

Amiga, hoje quero comentar com você sobre um assunto que nos incomoda um monte: o mau hálito.

Sabe aquele clima constrangedor que fica quando você está com halitose? Pois então, é muito desconfortável, não é mesmo?

máu hálito halitose
Mau hálito? Confira o Guia Definitivo e acabe com a halitose!

Já passei maus bocados por conta desse problema e, pensando em te ajudar com o diagnóstico e tratamento, elaborei este Guia Definitivo sobre o assunto. Ele está imperdível!

Vem comigo?

O QUE É O MAU HÁLITO?

Amiga, sei que você conhece as principais características do mau hálito. Agora nós vamos dar uma lapidada nesse conhecimento que você já possui, ok?

A halitose nada mais é do que o cheiro do ar que a pessoa expira pela boca. Seja “expirando” de fato (durante a respiração), ou quando a pessoa fala e se expressa.

Vale ainda destacar que o mau hálito não se trata de uma doença, mas sim, de um sintoma de que alguma coisa possa estar em desequilíbrio no seu organismo.

COMO SABER SE TENHO ESSE PROBLEMA?

Primeiro, você vai precisar de um amigo de confiança ou um familiar para saber se você está com mau hálito.

Sim, eu sei que este tipo de pergunta pode ser bastante constrangedora, mas o pior é ficar com aquele bafo terrível e nem se dar conta não é mesmo?

Se ainda assim você não se sentir plenamente confortável para isso, você mesma pode fazer um teste. Mas, aqui vale ressaltar que nem sempre esse teste será 100% confiável. Vamos a ele!

Coloque a mão na frente da boca e expire bastante o ar. Em seguida, cheire o odor que sai da sua respiração.

Em casos de halitose bastante intensa, este tipo de teste pode ser muito efetivo. Em contrapartida, se o seu mau hálito for mais suave, pode ser que não funcione.

Neste casos, não tem jeito: voltamos para o amigo sincero e o pedido de ajuda a um familiar mesmo.

O QUE CAUSA O MAU HÁLITO NAS PESSOAS?

Existem algumas causas para o mau hálito, embora a grande maioria esteja diretamente relacionada com a má higiene bucal. São elas:

  • Acúmulo de placa bacteriana: Quando a escovação não é feita da maneira correta, há um acúmulo de placa bacteriana sobre e entre os dentes. Logo, as mesmas são responsáveis por proliferar o mau cheiro dentro da boca, causando a halitose;
  • Dieta rica em alimentos que causam o mau hálito: Alguns alimentos podem causar o mau hálito, mesmo escovando os dentes em seguida. Como por exemplo, cebola, alho e alimentos muito temperados;
  • Uso pouco frequente do fio dental: Quando não utilizamos o fio dental corretamente, ou então, a frequência não é a ideal, automaticamente acumulamos mais placa bacteriana entre os dentes. Assim, novamente, estas bactérias em excesso serão responsáveis pelo mau cheiro na boca;
  • Boca seca: Se a sua boca é muito ressecada, por conta de medicamentos ou simplesmente pelo fato de você não ter o costume de respirar pelo nariz, automaticamente as bactérias terão mais chances de se desenvolver. Logo, teremos mais episódios de odor desagradável;
  • Proliferação de bactérias durante a noite: Quando dormimos, ficamos com a boca fechada por muito tempo. Sem beber água e sem falar. Logo, as bactérias se acumulam mais rapidamente, desenvolvendo o famoso “bafo matinal”. Porém, neste caso a solução é uma escovação rápida ao acordar e pronto;
  • Estresse/ ansiedade: Episódios de estresse e ansiedade também podem ser responsáveis por deixar a boca mais seca e, consequentemente, mais propícia a proliferação das bactérias bucais;
  • Falta de escovação da língua: Do mesmo modo como ocorre com os dentes, se a língua não for escovada corretamente você pode manter uma camada de bactérias densa sobre a mesma. Sendo esta camada responsável pelo aparecimento da halitose;
  • Doenças da gengiva: Algumas infecções na gengiva, conhecidas como gengivites, também desencadeiam o mau cheiro;
  • Infecção na garganta: Do mesmo modo a infecção na garganta promove o aparecimento de odores desagradáveis durante a expiração e a fala;
  • Problemas respiratórios: Alguns problemas respiratórios, como a sinusite, podem ocasionar o aparecimento do problema.

COMO TRATÁ-LO?

Existem algumas alternativas interessantes de como tratar e curar o mau hálito. Muitas vezes, alguns cuidados simples já dão conta do recado.

Mas fique atenta amiga pois caso a halitose insista por muito tempo, talvez seja o momento certo de procurar uma ajuda profissional para isso, combinado?

Antes de chegar nesse estágio, vale a pena conferir algumas alternativas:

  • Escove os dentes pelo menos 3 vezes ao dia: A escovação é essencial para remover os restos de alimentos dos dentes, bem como para evitar a proliferação de bactérias;
  • Use sempre fio dental: O fio dental também é essencial para remover qualquer tipo de acúmulo bacteriano (ou de alimento) entre os dentes. Utilize-o sempre depois da escovação;
  • Utilize raspadores linguais: A escova de dente, por si só, não possui a firmeza suficiente para remover a placa que se acumula sobre a parte de trás da nossa língua. E, portanto, é imprescindível que você utilize raspadores específicos de uma a três vezes por dia, sempre dependendo da intensidade do seu hálito;
  • Beba bastante água: Manter o corpo hidratado é essencial para o equilíbrio do organismo como um todo. E o mesmo vale para a nossa boca: quanto mais líquidos ingerimos, menos ressecamento nós teremos na língua e bochechas. E assim, automaticamente será possível reduzir o desenvolvimento das bactérias bucais;
  • Evite alimentos com muitos condimentos: Os condimentos, como citei anteriormente, podem fazer com que a escovação não seja suficiente para remover o odor dos mesmos. E assim, é possível que você fique com o gosto na boca por um longo período, bem como exalará um cheiro característico daquela refeição;
  • Consuma chicletes sem açúcar para salivar mais: Do mesmo modo que o consumo de água pode ajudar a aumentar o fluxo de saliva, mastigar chicletes também promove o mesmo efeito;
  • Visite o seu dentista regularmente: É imprescindível que você consulte o seu dentista a cada 6 meses pelo menos. Assim será possível fazer uma limpeza mais profunda, verificando se há acúmulo de tártaro ou se há quaisquer vestígios de outro desequilíbrio de sua saúde bucal, como cáries por exemplo.

QUAIS ALIMENTOS CAUSAM MAU HÁLITO?

Afinal, quais são os alimentos que causam a halitose?

Minha amiga, realmente é verdade aquela história de que alguns ingredientes que consumimos podem “acabar” com o nosso hálito fresquinho.

E nada melhor do que conhecer quais são eles para podermos evitá-los, certo?

Vamos, portanto, à nossa lista:

  • Alho;
  • Cebola;
  • Laticínios ;
  • Peixe enlatado ;
  • Alimentos muito temperados;
  • Café .

É POSSÍVEL PREVENI-LO?

Claro que sim, minha amiga! Se você chegou até aqui em meu artigo é porque já deve ter encontrado diversas maneiras de como cuidar do seu sorriso para evitar a halitose, não é mesmo?

Portanto, aposte sempre em uma dieta balanceada somada com uma hidratação poderosa com o consumo de bastante água ao longo do dia. Além disso, invista em uma boa higiene bucal e pronto!

Mas, se mesmo com todos estes cuidados o problema ainda persistir, é preciso procurar a ajuda de um dentista, está bem? Assim você poderá conhecer a causa do mau hálito e cortar o mau pela raiz!

TRATAMENTO CASEIRO

Um ótimo truque caseiro para tratar a halitose rapidamente é utilizando gotinhas de limão diretamente na língua, algumas vezes ao longo do dia.

E sabe por quê? Porque a acidez do limão promove uma maior salivação na boca que impede que o mau odor apareça com tanta frequência.

Porém, se você for lanchar ou almoçar fora de casa, procure sempre pedir uma água com limão ou um suco de limão  para acompanhar pois o efeito será bastante parecido.

O SEU HÁLITO SEMPRE FRESCO

Amiga leitora, agora que você já sabe o que é, como tratar e como evitar a halitose, é hora de colocar todas essas dicas em prática e se livrar deste problema o mais rápido possível.

Afinal, eu sei o quão desagradável e constrangedor o mau hálito pode ser.

Se você tiver qualquer dúvida, basta deixar um comentário aqui embaixo que eu lhe responderei o mais rápido possível.

Conte comigo, amiga! Até logo!


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *