Sensibilidade nos Dentes – Descubra o que é, Causas e Como Tratar!

Imagine acabar com a sensibilidade nos dentes apenas com algumas dicas caseiras e com alterações em hábitos simples do seu dia a dia… Imaginou?

Pois eu bem sei como esta sensibilidade pode ser incômoda e pode atrapalhar muito o nosso dia a dia. Essa semana mesmo, passei um trabalho danado com esse problema!

Sensibilidade nos dentes
Entenda o que é e como se livrar da sensibilidade nos dentes!

E, para que você não vivencie o que eu passei, resolvi elaborar este artigo que você está lendo agora contando tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

Aqui, você aprenderá o que é, por que acontece e como eliminar a sensibilidade nos dentes. Acompanhe a seguir para saber mais e vamos juntas dizer adeus a este desconforto! 

QUAL O MOTIVO DA SENSIBILIDADE NOS DENTES?

Antes de qualquer coisa, é essencial que você saiba o que torna os dentes sensíveis. Assim, você compreende o problema e a partir disso pode eliminá-lo por completo.

A sensibilidade trata-se de uma condição que se desenvolve com o passar do tempo, devido a problemas corriqueiros, como o desgaste do esmalte e a retração gengival. Esta segunda pode surgir quando você escova os dentes com muita força, por exemplo, “empurrando” a gengiva.

Dessa forma, grande parte da população começa a apresentar os sintomas da sensibilidade entre os 20 e 50 anos de idade.

Mas, por que os dentes doem?

Bem, é simples de compreender: os nossos dentes possuem uma parte interna e macia chamada de dentina. Esta dentina apresenta ligações nervosas com a gengiva e, dessa forma, quando algo a “toca”, nós sentimos dor.

No caso da sensibilidade, o esmalte desgastado, bem como a gengiva retraída, pode promover o a exposição da dentina, desencadeando o contato dos alimentos com a mesma. E assim a sensação dolorida aparece

O QUE CAUSA ESTA EXPOSIÇÃO DA DENTINA?

Existem alguns fatores que podem fazer com que a nossa dentina fique exposta. São eles:

  1. Consumo de alimentos e bebidas ácidas: Estes alimentos podem deteriorar o nosso esmalte do dente, causando a exposição da massa interior;
  2. Escovação errada: A escovação com muita pressão, como já mencionei acima, pode retrair a nossa gengiva. Deixando-a mais sensível e dolorida;
  3. Bruxismo: O bruxismo, que nada mais é do que o ato de ranger os dentes enquanto estamos dormindo, também pode desgastar o esmalte dental;
  4. Refluxo: O refluxo pode expor a dentina a partir do momento que o ácido estomacal pode “voltar” para a boca;
  5. Traumas no dente: Quebrar um pedacinho do dente pode deixá-lo com a massa interna exposta.

QUAIS OS SINTOMAS DA SENSIBILIDADE NOS DENTES?

Os sintomas são clássicos e muito característicos da sensibilidade. Veja a seguir:

  • Sensação dolorosa nos dentes depois de tomar bebidas quentes ou frias ;
  • Sensação de dor quando puxa o ar pela boca (principalmente em dias frios) ;
  • Tocar o dente pode causar uma sensação desconfortável e dolorida .

É importante você saber que, às vezes, este problema pode aparecer de um modo momentâneo. Por exemplo, é possível que você tenha consumido algum alimento ou algo que possa ter agredido os seus dentes ou a sua gengiva. No entanto, isso não significa que o efeito será “para sempre”.

Dessa forma, é essencial que você sempre observe a frequência do aparecimento das dores, para que assim possa procurar o seu dentista e, de fato, constatar a hipersensibilidade dental.

QUAIS SÃO OS TIPOS DE SENSIBILIDADE NOS DENTES?

É claro que a sensibilidade nos dente pode abranger diversos tipos, assim como ocorre com outros desequilíbrios em nosso organismo.

Neste caso, vemos muitas pessoas relatarem as seguintes situações, e podemos pensar nas causas abaixo para cada uma delas:

  • Sensibilidade nos dentes na gravidez: Durante a gravidez, o corpo da mulher passa por diversas mudanças, e isto é mais do que claro. Porém, o que muitas mulheres não esperam é ter que lidar com a sensibilidade dental. E esta, por sua vez, acontece por conta da oscilação hormonal, bem como pelo excesso de produção sanguínea também. Assim, as gengivas costumeiramente ficam mais inchadas e doloridas, e os dentes sentem esta alteração ficando, em alguns casos, mais ou menos expostos;
  • Sensibilidade nos dentes após restauração: Como houve a restauração do seu dente a partir da remoção da cárie dental, o mesmo poderá sim apresentar a sensibilidade. Isso é muito comum e passageiro uma vez que a gengiva está mais frágil, causando o desconforto. Mas não é nada que um pouquinho de paciência não resolva, ok?
  • Sensibilidade nos dentes ao comer doce: Os doces são ótimos aliados para o desenvolvimento das bactérias que temos em nossa boca. Assim, quanto mais doces consumimos, mais aumentamos a produção de placa bacteriana e, consequentemente, mais deterioramos o esmalte dental. A partir disso tudo, há chance de ocorrer a sensibilidade;
  • Sensibilidade a alimentos quentes ou frios: Neste caso, a sensibilidade pode ter aparecido por N motivos, desde que estas causas desencadeiem a retração gengival ou o desgaste do esmalte.
  • Sensibilidade nos dentes após clareamento: Como acontece na restauração dental, quando fazemos o clareamento podemos afetar diretamente a gengiva ou o esmalte de nossos dentes. E assim, a sensibilidade é a primeira a aparecer.

É claro que podem existir outras variações do problema, mas, de maneira geral, estes são os tipos de sensibilidade dentais mais comuns.

E agora eu te pergunto: você se enquadra em alguma dessas categorias? Que tipo de sensibilidade você vem sofrendo até agora?

Continue aqui comigo para saber mais sobre como resolver este problema.

DOR DE DENTE É SINAL DE CÁRIE?

Sensibilidade nos dentes
É possível associar a dor de dente com a cárie e a sensibilidade dental? Descubra!

Não necessariamente… Mas pode ser sim.

Acontece que a cárie, em seu estágio inicial, começa a deteriorar os nossos dentes, a partir do ácido produzido pela placa bacteriana.

A partir disso, o nosso esmalte começa a ser desgastado e, pouco a pouco, a nossa dentina passa a ficar mais exposta.

Dessa maneira, automaticamente a dor e a sensibilidade começam a aparecer…

Porém, vale lembrar que esta deterioração do esmalte pode ocorrer por outros motivos, e não necessariamente a cárie.

A única maneira de extinguir a dúvida – de ser ou não ser a cárie dental – é consultando o seu dentista.

POR QUE SENTIMOS DOR QUANDO TEMOS CÁRIES?

Simplesmente porque, como acontece quando temos hipersensibilidade dental, a nossa dentina fica mais exposta. E esta, por sua vez, possui diversas ligações nervosas que são capazes de provocar a sensação de dor quando algo a toca.

DENTE SENSÍVEL DOENDO – O QUE FAZER?

Até aqui você já conseguiu aprender o que é, o que causa e quais são os tipos de sensibilidade nos dentes. 

A partir de agora eu vou lhe apresentar algumas possibilidades interessantes para acabar com este problema tão incômodo.

Assim, você poderá voltar a consumir aquele suco geladinho ou sorvete sem a preocupação de sentir aquele arrepio – e dor terrível – da sensibilidade.

Vamos lá?

1- CREME DENTAL PARA SENSIBILIDADE NOS DENTES

Existem diversos cremes dentais no mercado que prometem acabar com a sensibilidade dentária.

Mas, como eles conseguem este resultado?

A resposta é bem simples, na verdade!

Estes cremes dentais reparam a área sensível, a partir de uma busca inteligente que “encontra” os possíveis “buraquinhos”, ou caminhos para a dentina. A partir disso, o creme preenche estas entradinhas, formando uma camada semelhante a do esmalte dos dentes.

Com uso regular, de pelo menos duas vezes ao dia, a sensibilidade diminui expressivamente.

E ainda: você nem precisa se preocupar em adquirir dois tipos de creme dental para sensibilidade nos dentes, viu? Você pode usar esta mesma pasta para higienizar o seu sorriso como de costume. Uma vez que grande parte apresenta os ingredientes indispensáveis para uma boa escovação.

2- ANTI-INFLAMATÓRIO PARA SENSIBILIDADE NOS DENTES

Alguns anti-inflamatórios também podem auxiliar no tratamento uma vez que poderão reduzir a inflamação da gengiva, por exemplo, melhorando a “proteção” da dentina.

Para tanto, existem alguns tipos de remédios, inclusive caseiros, que podem ser utilizados para este fim.

Porém, este consumo é um pouco mais “sério” do que outras opções que eu mencionei – e mencionarei. Afinal, estamos falando de um medicamento, não é? E, por essa razão, precisa ser consumido com cautela.

Nossa recomendação é que você nunca se automedique. Não há nada mais seguro do que tirar a dúvida com o seu dentista.

3- REMÉDIO CASEIRO PARA A SENSIBILIDADE

Existem alguns remédios caseiros que são capazes de diminuir quase que instantaneamente a dor causada pela sensibilidade nos dentes.

Veja quais são:

  • Essência de cravinho: Esta essência é altamente analgésica e também antisséptica, o que gera uma diminuição na dor e, em casos mais simples, extingue o problema. Basta você aplicar um pouquinho da essência, diretamente no dente afetado, massageando suavemente. Faça esta aplicação 3 vezes ao dia, durante 3 dias. É possível, também, mastigar o cravinho-da-índia para ter o mesmo resultado;
  • Bochecho com chá de hortelã-pimenta: Esta alternativa é ótima para diminuir a dor e refrescar a boca. Para isso, basta preparar uma infusão de 150 ml de água filtrada com 1 colher de sobremesa de folhas secas de hortelã. Coe em seguida. Quando a temperatura estiver morna e agradável, faça bochechos como se estivesse utilizando flúor. Repita 3 vezes por dia.

É claro que estas alternativas são eficazes apenas em casos mais superficiais da sensibilidade. Porém, se o problema persistir, é essencial que você procure o seu dentista, a fim de compreender quais são as reais causas.

COMO EVITAR A SENSIBILIDADE NOS DENTES

Além de aprender a como tratar a sensibilidade, é essencial que você também saiba como evitar, certo? De nada adianta investir em um bom tratamento, com cremes específicos, para mais tarde notar que as dores voltaram.

Para isso, existem algumas alternativas interessantes. Veja a seguir e saiba como se livrar pra sempre do aparecimento desta dor:

1- EVITE OS PRINCIPAIS ALIMENTOS CAUSADORES DA SENSIBILIDADE

Você se lembra que lá no começo do artigo eu falei sobre os doces e que eles são os melhores amigos de nossas bactérias bucais?

Pois é! Por essa razão você precisa evitar o consumo dos mesmos pois quanto mais açúcar você ingerir, maiores são as chances de desencadear a sensibilidade.

Além disso, procure evitar comer alimentos que sejam muito “duros”. Uma vez que eles podem causar a retração gengival, aumentando as dores.

Por fim, evite bebidas e alimentos que sejam muito ácidos pois eles podem danificar o esmalte do dente.

2- FAÇA UMA BOA HIGIENE BUCAL

A boa higiene bucal é sempre importante para garantir um sorriso não somente bonito, como também, saudável.

  • Procure utilizar o fio dental pelo menos uma vez ao dia, além de escovar os dentes pelo menos 4 vezes;
  • Utilize uma escova que apresente cerdas mais macias e suaves, que não machuquem a sua boca;
  • Quanto à pressão da escovação, tente não “apertar” muito para não retrair a sua gengiva;
  • Por fim, utilize um bom enxaguante bucal.

Quer ter o seu sorriso lindo, branquinho e super brilhante de volta? Experimente o Carboblan hoje mesmo!

3- VISITE O DENTISTA REGULARMENTE

Visitar o seu dentista com regularidade é essencial para impedir que patologias possam se desenvolver em sua boca uma vez que somente ele poderá encontrar vestígios de desequilíbrios, tratando-os desde o início.

Não deixe de manter constância e vá a uma consulta a cada 6 meses, pelo menos. Combinado?

CUIDE DO SEU SORRISO E SEJA MAIS FELIZ!

Amiga, se você chegou até aqui, é porque você realmente gosta de cuidar do seu sorriso, não é? Mas, mais do que isso, quer acabar com o incômodo da sensibilidade nos dentes, a partir de dicas que realmente funcionam.

Ao longo deste artigo, você aprendeu:

  • O que é e o que causa a sensibilidade;
  • Quais são os tipos de sensibilidade;
  • Como tratar a sensibilidade;
  • Como evitar o problema.

E agora é com você! Cuide do seu sorriso e desfrute de uma vida mais feliz e de qualidade pois um sorriso saudável, além de lindo, é essencial para o nosso bem estar.

Se tiver alguma dúvida, deixe um comentário para que eu possa te ajudar, combinado?

Beijos e até o próximo post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *