O que s√£o os Radicais Livres? Eles nos envelhecem mesmo?

Sa√ļde | Atualizado em 10 mar√ßo 2020

Oi amiga leitora! Deixa eu te contar uma coisa que vinha acontecendo comigo… Lendo a embalagem de produtos e pesquisando blogs no Google, direto eu me deparava com o termo “radicais livres”. J√° ouviu falar deles tamb√©m?

efeito radicais livres
Entenda o que s√£o radicais livres e quando eles s√£o prejudiciais √† sa√ļde.

Pois √©. Eu n√£o sabia o que era isso e porque eles eram t√£o ruins. Na minha cabe√ßa eu pensava “Se √© algo negativo, tenho que me livrar disso n√©.”

Mas como se livrar deles? Afinal, o que s√£o radicais livres?

N√£o aguentei mais ficar com essas e outras d√ļvidas e fui pesquisar mais sobre o assunto.

Resultado: fiquei encantada com o que descobri. Em alguns casos os radicais podem ser ruins sim, por outro lado, os antioxidantes podem combat√™-los e ainda nos ajudar a ter uma pele maravilhosa e uma sa√ļde de ferro!

Se você acompanha o blog da Toda Saudável, já deve ter conferido o artigo completíssimo que fiz sobre os Antioxidantes.

Caso ainda não tenha visto, não se preocupe! Vou comentar um pouquinho sobre eles nesse post também e dar aquela ênfase nos radicais livres e em como equilibrá-los no nosso corpo.

Vamos juntas?

AFINAL, O QUE SÃO RADICAIS LIVRES?

São moléculas instáveis e reativas liberadas pelo metabolismo do nosso corpo.

Essa instabilidade √© causada pelo n√ļmero √≠mpar de el√©trons e, gra√ßas a isso, os radicais livres buscam roubar el√©trons de qualquer coisa que passar pela sua frente. Essa “coisa” pode ser:

  • DNA: modificando a sua estrutura, o que est√° diretamente relacionado ao c√Ęncer;
  • Lip√≠deos: causando a oxida√ß√£o das gorduras que est√£o localizadas ao redor das c√©lulas. Isso pode causar a perda de fun√ß√£o dessas celular e at√© a sua morte. Doen√ßas degenerativas, como Alzheimer e Parkinson est√£o diretamente relacionadas a esse processo;
  • Prote√≠nas: causando a perda de suas fun√ß√Ķes.

√Č isso mesmo, eles buscam a estabilidade sequestrando os el√©trons de outras mol√©culas. Detalhe: eles s√£o capazes de danificar todas as c√©lulas sadias do nosso corpo!

Amiga, eu sei. A princípio os radicais livres podem parecer terríveis!

A boa not√≠cia √© que nem sempre eles s√£o prejudiciais √† sa√ļde. O maior problema ocorre quando essas mol√©culas est√£o em excesso no nosso organismo.

Aí sim elas têm esse efeito tóxico e as consequências são perigosas para nós.

Do contr√°rio, os radicais livres desempenham diversas fun√ß√Ķes importantes no nosso organismo, tais como a produ√ß√£o de energia por meio da respira√ß√£o, defesa contra infec√ß√Ķes, crescimento celular, entre outros.

Então fique atenta ao equilíbrio na quantidade de radicais do seu corpo. Para te ajudar com isso, primeiro preciso te contar como eles se formam no nosso organismo.

Sabendo como ocorre esse processo, poderemos minimizar os danos consequentes.

COMO ELES SE FORMAM?

Amiga, o simples ato de respirar j√° produz radicais livres.

E mais, quando ingerimos alimentos, a quebra e absorção dos nutrientes também gera radicais.

Todo processo que envolve a queima de oxigênio dentro das nossas células acaba resultando nisso e tanto o metabolismo do oxigênio quanto o do nitrogênio criam essas moléculas instáveis.

Ou seja, nosso organismo vai produzir radicais livres independente de a gente querer isso ou n√£o.

Pra completar a situa√ß√£o, as atividades metab√≥licas di√°rias n√£o s√£o a √ļnica fonte deles…

O QUE ESTIMULA A SUA PRODUÇÃO?

Existem vários fatores externos que podem afetar essa produção (e nestes a gente pode interferir bastante). Confira alguns deles:

  1. Poluição ambiental;
  2. Raio-X, radiação ultravioleta e eletromagnética;
  3. Uso de cigarro ;
  4. Bebidas alcoólicas ;
  5. Exposição a agrotóxicos;
  6. Subst√Ęncias presentes em alimentos e bebidas (aditivos qu√≠micos, conservantes, horm√īnios)
  7. Estresse da rotina;
  8. Consumo de alimentos pró-oxidantes como gorduras saturadas ;
  9. Excesso de exercícios físicos de grande intensidade e duração .

Todos esses agentes aumentam a produção de radicais livres e contribuem para o envelhecimento precoce da pele.

QUAIS OS MALEF√ćCIOS DOS RADICAIS LIVRES PARA A PELE?

Na pele, os radicais livres impactam de forma bem negativa. S√£o respons√°veis por acelerar o envelhecimento pois alteram as fun√ß√Ķes biol√≥gicas das prote√≠nas.

Entre elas, o colágeno é uma das que mais sofre: a degradação das fibras de colágeno gera a flacidez na pele que, por sua vez, resulta no surgimento de rugas.

O ac√ļmulo de elastina ainda contribui para o fotoenvelhecimento (causado pela exposi√ß√£o aos raios solares ).

Problemas com flacidez, rugas e linhas de express√£o? Fique tranquila porque existem duas solu√ß√Ķes maravilhosas para isso. Clique aqui e aqui e saiba mais!

QUAIS SÃO OS DANOS QUE OS ELES CAUSAM?

J√° sabemos que os radicais livres s√£o produzidos o tempo todo em nosso organismo e que desempenham in√ļmeras fun√ß√Ķes vitais para o nosso corpo, n√£o √© mesmo?

Até aí tudo bem, é um processo natural e nosso metabolismo consegue lidar com a situação.

Quer uma prova disso para te tranquilizar?

Lembra dos antioxidantes que citei no começo desse post? Essa é a parte maravilhosa de todo o processo!

Nosso organismo conta com a proteção dos antioxidantes que reparam 99% dos danos causados pela oxidação.

Em outras palavras nosso organismo consegue controlar o nível desses radicais produzidos através do nosso próprio metabolismo!

O problema só ocorre quando a produção de radicais livres se torna desequilibrada, gerando o chamado estresse oxidativo.

Esse quadro acontece quando o n√ļmero de radicais livres √© muito superior e os antioxidantes n√£o conseguem dar conta do recado ou quando o n√ļmero de combatentes √© reduzido por algum motivo.

Esse estresse est√° relacionado com in√ļmeras doen√ßas, seja causando ou agravando os diagn√≥sticos:

  • Alzheimer;
  • Artrite ( Sofrendo por causa da artrite? Clique aqui e livre-se dessas dores terr√≠veis j√°!);
  • Aterosclerose;
  • Autismo;
  • Certos tipos de c√Ęncer;
  • Dermatite;
  • Derrame;
  • Diabetes;
  • Envelhecimento precoce;
  • Hipertens√£o arterial;
  • Inflama√ß√Ķes;
  • Melanoma;
  • Parkinson.

Mas e a pergunta que não quer calar: como posso ajudar o meu próprio corpo no combate aos radicais livres?

O QUE FAZER PARA EVITAR QUE O CORPO ACUMULE RADICAIS LIVRES? 

Nosso próprio corpo produz antioxidantes, os chamados enzimáticos. Alguns exemplos são a catalase e superóxido dismutase.

Mas n√≥s podemos sim ajudar nosso pr√≥prio organismo a aumentar o n√ļmero desses agentes do bem.

Uma forma de fazer isso é adicionando alimentos antioxidantes na nossa dieta.

Clicando aqui você pode conferir tudo sobre antioxidantes, os 18 principais alimentos que não podem faltar na sua mesa, benefícios e receitinhas top para incluí-los no seu dia a dia.

Pra te passar um resuminho, algumas comidas que você pode estar ingerindo para ajudar o seu corpo são: Cacau , chá verde , laranja , limão , tomate , cenoura , morango , uva , cereja , abacaxi e peixes .

Ao incluir essas delícias no seu cardápio, você estará pronta para se proteger dos radicais livres e vai evitar o temido envelhecimento da pele.

Espero que você tenha gostado deste post amiga! Hoje eu te contei o que são os radicais livres e como eles roubam elétrons de outras estruturas para atingir a sua própria estabilidade.

Falei sobre as principais doenças relacionadas ao excesso de radicais livres em nosso corpo. Comentei também sobre o que pode potencializar o efeito dos radicais livres e o que pode contribuir para o seu combate.

Se você está sofrendo na pele as consequências desses excesso (literalmente!), está na hora de apostar no colágeno. Confira nesse artigo a melhor marca que eu indico de olhos fechados.

Caso tenha ficado alguma d√ļvida, comenta pra mim aqui em baixo?

E se você gostou deste post, compartilhe ele com as suas amigas! Não esqueça de avaliar esse post clicando nas estrelinhas lá em cima e conte comigo para o que precisar viu.

Beijos e até a próxima!