Artrite Reumatoide – O que é? Quais os Sintomas? Tratamento?

Artrite Reumatoide – O que é? Quais os Sintomas? Tratamento?
5 (100%) 1 vote[s]

Amiga, você já sentiu dores nas articulações, como joelho e cotovelos?

Tem sentido um desconforto nos pulsos ou até mesmo no quadril? Recebeu recentemente algum diagnóstico relacionado com artrite ou artrose?

Artrite Reumatoide

Saiba tudo sobre a artrite reumatoide e descubra como aliviar as suas dores!

Olha, se você respondeu sim para qualquer uma das perguntas acima, então esse artigo sobre artrite reumatoide chegou na hora certa amiga! Tenho certeza de que, depois de fazer essa leitura, você vai conquistar uma ótima qualidade de vida.

Vem comigo que hoje o artigo está imperdível!

O QUE É ARTRITE REUMATOIDE?

Antes de qualquer coisa, vou te explicar o que é essa tal de “artrite reumatoide”. Afinal, como “lutar” contra um problema se nem se quer o conhecemos a fundo, não é mesmo?

Portanto, em linhas gerais, a artrite do tipo reumatoide nada mais é do que uma doença inflamatória crônica que afeta as articulações do nosso corpo. A partir do desenvolvimento da inflamação, a artrite interfere no revestimento de cada articulação que temos, inchando-as e causando dor.

Além disso, a artrite também pode desencadear a erosão óssea, promovendo a deformidade articular. E, pouco a pouco, as cartilagens das articulações podem se desgastar, aumentando a intensidade das dores.

Vale salientar ainda que a artrite reumatoide é uma doença autoimune. Isto é, não existe cura para o problema pois envolve reações do organismo ao problema. Mas nada te impede de levar uma vida normal e de qualidade desde que você siga sempre todas as recomendações do seu médico e se medique direitinho.

Além disso, eu irei te explicar, ao longo deste artigo, tudo o que você precisa saber para conviver com o problema de uma maneira mais equilibrada e confortável, está bem?

QUAIS SÃO OS TIPOS DE ARTRITE?

Sei que você deve estar pensando que a “pior artrite de todas” é a reumatoide. Mas, na verdade, não existe nenhuma classificação deste tipo. De qualquer forma, é importante que você conheça quais são os tipos que existem para dominar esse assunto.

Além disso, se você ainda não obteve um diagnóstico preciso, ou seja, ainda não teve o resultado dos seus exames – ou apenas está desconfiando do problema –, o ideal é que você conheça os tipos mais comuns mesmo.

Dessa forma, será possível ter mais clareza na hora de mencionar os seus sintomas para o médico, não acha? Então, veja a seguir quais são os tipos de artrite mais comuns:

  • Artrite gotosa: Conhecida também como “gota”, esta artrite caracteriza-se pelo acúmulo de cristais nas articulações. Estes cristais causam dores, inflamações e inchaços que podem atrapalhar o dia a dia do paciente;
  • Artrose: Neste caso, as cartilagens que unem os ossos se desgastam a partir de um processo degenerativo. Dessa maneira, pouco a pouco começam a aparecer quadros de dor intensa nas articulações, desencadeando até mesmo impeditivos para tarefas corriqueiras;
  • Artrite reumatoide: A artrite reumatoide é uma das formas mais comuns dessa doença. Ela causa sensações de calor, dor e inchaço, principalmente nas mãos e na coluna. Este problema é proveniente de um “ataque” do sistema imune ao próprio organismo. É por essa razão que ela não apresenta cura;
  • Artrite séptica: Este tipo de artrite é ocasionada por bactérias que atacam os tecidos das articulações, infeccionando-os. Assim, as dores e os inchaços aparecem logo após a contaminação, gerando grandes desconfortos para o paciente. A boa notícia é que neste caso há cura para o problema.

É claro que estes são apenas alguns tipos de artrite e, na verdade, existem mais de 100 quadros diferentes. Por conta disso, é sempre importante detalhar todos os seus sintomas, com muita clareza, para o médico.

QUAL É O CID DA ARTRITE REUMATOIDE?

No CID (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde) é possível encontrar a classificação numérica da artrite reumatoide. Apenas para cunho de comunicação médica e compreensão de diagnóstico.

Desse modo, a artrite se enquadra nas seguintes classificações:

  • M05: Artrite reumatoide soro-positiva;
  • M05.3: Artrite reumatoide com comprometimento de outros órgãos e sistemas;
  • M05.9 : Artrite reumatoide soro-positiva não especificada;
  • M06.0 : Artrite reumatoide soro-negativa;
  • M06.9: Artrite reumatoide não especificada;
  • M08.0: Artrite reumatoide juvenil.

O QUE LEVA UMA PESSOA A TER ARTRITE? O QUE ATACA A ARTRITE REUMATOIDE?

Existem diversos fatores que podem desencadear os primeiros sintomas da artrite reumatoide. O ideal é se manter sempre atenta as causas e aos sintomas para que o tratamento inicie o mais rápido possível.

As principais causas da artrite reumatoide são:

  • Herança genética: Especialistas afirmam que quem possui casos de artrite reumatoide na família deve ficar ainda mais atento aos possíveis sintomas. Afinal, a carga genética pode ser passada de pai para filho, gerando pré-disposições expressivas pra o desenvolvimento da doença;
  • Infecções: Algumas infecções virais e bacterianas podem atrapalhar o nosso sistema imunológico, fazendo com que o mesmo ataque o nosso organismo. Estes agentes maléficos entram em nossa corrente sanguínea, desequilibrando a nossa saúde. Portanto, cuidado com as mais diversas infecções! Elas podem começar como uma mera dor de dente ou de garganta e acabar em uma artrite nada agradável; 
  • Cigarro: Fumar também pode alterar diversos equilíbrios e funções de nosso organismo. Esta é uma das possíveis causas do aparecimento da artrite do tipo reumatoide;
  • Fumante passivo: Mesmo que você não fume diretamente, se alguém próximo de você fuma, tome cuidado amiga! Se você ficar exposta a muita fumaça, pode ser que você desencadeie o aparecimento da doença por conta disso.

QUAIS SÃO OS FATORES DE RISCO?

É importante ficar atento aos fatores de risco da doença, para que assim você possa ter um diagnóstico precoce. Porém, tenha em mente que os fatores abaixo apresentam apenas uma pré-disposição… Ou seja, não significa que você tem ou terá a doença, ok?

Fique alerta se você se enquadra nos seguintes fatores:

  • Casos na família: Se você já se deparou com casos da doença na família, mantenha-se ainda mais atenta aos possíveis sinais do problema. Como mencionei lá no tópico de causas, a herança genética é um dos principais causadores da doença;
  • Ser mulher: Sim, eu sei que este fator é bastante abrangente – e até mesmo assustador, convenhamos! O que acontece é que nós, mulheres, temos muitas oscilações hormonais, ao longo de nossas vidas. E por essa razão, muitas vezes o nosso sistema imunológico fica desequilibrado. E, desse modo, acabamos por desenvolver doenças autoimune com mais facilidade, como acontece com a artrite reumatoide;
  • Se você fuma, ou é fumante passivo: As chances de desenvolver a doença aumentam – e muito. Portanto, cuidado, amiga!
  • Condições ambientais: Se você trabalha com produtos químicos que contenham sílica, por exemplo, tome cuidado! A exposição a este agente, em especifico, pode desencadear o aparecimento da artrite reumatoide. Proteja-se, amiga

QUAIS OS SINTOMAS DA ARTRITE REUMATOIDE?

Artrite reumatoide sintomas

Veja aqui os principais sintomas da artrite reumatoide!

Amiga, se você chegou até aqui, já deve estar curiosa para saber quais são os sintomas da doença, certo? 

Logo abaixo você encontra a lista completa com todos os sintomas deste problema. Mas, lembre-se: ter alguns sinais não é o mesmo que ter a doença. Apenas o seu médico é que poderá diagnosticar o seu caso.

Com isso em mente, vamos a nossa lista:

  • Dor nas articulações: Como a artrite reumatoide trata-se de uma inflamação nas cartilagens que “unem” os ossos, é muito comum que sintamos dores nas articulações. Dessa maneira, se você sente dores nos dedos, no pulso, no tornozelo, no joelho, no cotovelo… Enfim! Se você sente dores nestas junções, fique alerta;
  • Dores no quadril: A cartilagem presente no quadril também pode ficar afetada pela doença. E é aí que nos deparamos com aquelas dores para se abaixar, se levantar e sentar;
  • Inchaço nas articulações: Do mesmo modo que as articulações podem apenas doer, também é bastante comum que elas fiquem mais inchadas. Quando você percebe a região um pouco mais “durinha” e vermelha é sinal de que há um acúmulo de líquidos na região;
  • Sensação de calor nas articulações: Se você sente as articulações sempre quentes (tanto ao toque, quanto a sensação mesmo), pode ser que você tenha artrite;
  • Rigidez: Quando você acorda, sente dificuldades para “dobrar” as “juntas”? Sente dor para caminhar e até mesmo para se levantar da cama? Saiba que este tipo de rigidez (como se as articulações endurecessem) é um dos sintomas deste tipo de artrite;
  • Caroços em volta das articulações: Por conta da doença, alguns caroços duros e inchadinhos podem aparecer ao redor das articulações. Eles são responsáveis por causar dor e desconforto e podem ser bem aparentes ou apenas notáveis ao toque;
  • Dificuldade para se movimentar: Por conta da dor e da rigidez causada pela doença, é bastante comum sentir dificuldades para se movimentar;
  • Fadiga e cansaço excessivo: A fadiga e o cansaço excessivo – mesmo depois de uma noite bem dormida – são outros sinais de que algo pode estar errado;
  • Irritabilidade: A artrite reumatoide, inevitavelmente, pode causar algumas limitações no dia a dia de quem a tem. Desse modo, é bastante comum que pessoas que sofrem com o problema se sintam mais irritadas do que o normal. Afinal, não é fácil lidar com uma dor tão desconcertante, por um longo período de tempo durante o dia, não é mesmo? 
  • Febre: Por se tratar de uma inflamação, a artrite pode ainda desencadear quadros de febre alta ;
  • Ansiedade/ Estresse: Do mesmo modo que a irritabilidade pode se aflorar por conta do problema, a ansiedade e o estresse também são sinais. Pois não há nada mais desgastante do que querermos fazer as nossas tarefas diárias e nos depararmos com uma dor que atrapalha né.
  • Perda de peso não intencional: A perda de peso não intencional também pode estar associada à artrite reumatoide;
  • Deformidade nos dedos: Quando o problema já está em um estágio mais avançado, as articulações passam a se deformar, a partir da deterioração. Dessa maneira, é muito comum que o paciente acabe apresentando dedos mais tortos. Vale ainda salientar que este “torto” é “desenvolvido”, ou seja, se a pessoa nunca teve os dedinhos alinhados, não significa que ela tem a doença.
  • Dificuldades para segurar objetos: A artrite reumatoide é muito demarcada pela dor e pela rigidez nas mãos, principalmente. Desse modo, é bastante comum que pacientes que possuem a doença tenham dificuldades de segurar objetos. E isso ocorre tanto por conta da dor, quanto por conta do movimento rígido e dificultoso. 

É importante eu deixar claro que ter apenas 1 sintoma não é o mesmo que ter artrite reumatoide. É claro que você precisa se atentar caso se depare com qualquer um dos sintomas acima. Mas, mais do que isso, é essencial que você compreenda a frequência com que eles aparecem, a quantidade e a intensidade.

Afinal de contas, estas informações serão cruciais na hora da consulta com o médico especialista.

QUAL O EXAME PARA DETECTAR A ARTRITE REUMATOIDE?

Existem alguns exames que podem ser feitos para detectar se há ou não um quadro de artrite reumatoide. Dessa maneira, o médico poderá:

  • Solicitar um exame de sangue: O médico pode solicitar o exame de sangue pois é a partir dele que ele poderá avaliar os níveis sanguíneos de fator reumatoide e anticorpos anti-CCP, além da proteína C-reativa. Dessa maneira, ele já poderá ter uma visão mais profunda do caso do paciente;
  • Fazer um exame físico: O médico também poderá fazer um exame físico, rápido e prático, apenas apalpando as articulações a fim de encontrar possíveis inchaços e caroços. Além disso, a observação das partes comprometidas (que podem estar avermelhadas e muito inchadas) também pode servir como instrumento de diagnóstico;
  • Questionar os sintomas: É claro que o médico também questionará os sintomas do paciente. É por isso que eu mencionei anteriormente a importância de acompanhar a frequência e a intensidade de cada sinal;
  • Recolher o líquido sinovial: O reumatologista poderá ainda coletar, a partir de uma seringa , o líquido sinovial. A partir deste líquido é possível avaliar se a pessoa tem ou não a artrite reumatoide;
  • Radiografias: As radiografias também podem ser requeridas, já que a mesma pode detectar alterações articulares.

É possível que o médico peça um ou mais exames que citei acima. Ou seja, cada caso deverá ser avaliado de um modo único e apenas o profissional de saúde é que poderá apontar qual o melhor caminho para você.

QUAL MÉDICO TRATA A ARTRITE REUMATOIDE? O QUE DEVO DIZER A ELE?

tratamento artrite reumatoide

Conheça o trabalho dos reumatologistas!

Você poderá marcar uma consulta ou com o clínico geral ou com um reumatologista.

É claro que um especialista no assunto – no caso, o reumatologista – estará mais amparado quanto aos conhecimentos necessários para um tratamento mais efetivo. Mas, nada te impede de se consultar com o clínico geral de sua família, por exemplo.

E quanto ao que dizer ao médico, lembre-se de apontar as seguintes respostas para ele:

  1. Todos os seus sintomas e há quanto tempo eles surgiram;
  2. Se houve alteração na intensidade ou na frequência destes sintomas, ao longo do tempo;
  3. O seu histórico médico, principalmente se você toma algum medicamento controlado ;
  4. Informações acerca da saúde de seus pais e irmãos;
  5. Perguntas que você queira fazer ao profissional;
  6. Quais articulações estão afetadas;
  7. Quais atividades fazem com que os sintomas se intensifiquem ou diminuam;
  8. Como surgiram os primeiros sintomas do problema.

Lembrando ainda que, dependendo do desenvolvimento da doença, é importante que você leve um acompanhante junto à consulta, ainda mais se você tem dificuldades para se locomover. Não tente resolver a situação toda, sozinha, ok? Não há nada de errado em pedir o auxílio de alguém próximo de você.

QUAL O TRATAMENTO DA ARTRITE REUMATOIDE?

Recebeu o diagnóstico da artrite reumatoide? Ou se deparou com um match entre você e a lista de sintomas? Fique tranquila, amiga! Pois embora a artrite não tenha cura – por ser autoimune – a mesma pode ser controlada.

Em outras palavras, é possível sim ter qualidade de vida e conforto mesmo convivendo com a doença. Mas, para isso, é preciso levar o tratamento a sério para que a doença não se desenvolva mais rápido do que você espera.

Então se atente aos tratamentos disponíveis:

1- FISIOTERAPIA

A fisioterapia pode ser uma grande ajuda para quem sofre com a artrite reumatoide pois é ela quem lhe auxiliará no reconhecimento de novas maneiras de praticar as suas atividades corriqueiras. Isso sem sobrecarregar as articulações.

Além disso, é a partir deste tratamento que você poderá exercitar as cartilagens, mantendo o corpo mais flexível e menos propenso a rigidez e a dor.

2- CIRURGIA

Quando os medicamentos, a fisioterapia e todos os cuidados que são tomados durante o tratamento não conseguem retardar o desenvolvimento da doença, é possível ainda fazer uma cirurgia que melhore a qualidade de vida da pessoa.

Ela poderá tanto substituir a articulação como remover o líquido em excesso. Tudo dependerá do quadro e das recomendações do médico, obviamente.

3- MEDICAMENTOS

Existem diversos medicamentos no mercado que prometem retardar o desenvolvimento da doença. Infelizmente, a grande maioria pode ainda apresentar efeitos colaterais bastante expressivos.

Desse modo, uma alternativa interessante é apostar em remédios naturais (logo logo eu te darei uma dica infalível sobre isso!). 

4- ALIMENTAÇÃO

Por fim, uma boa nutrição também é indispensável para tratar o problema da melhor maneira possível. Para isso, se atente aos critérios abaixo:

  • Quais alimentos fazem mal para a artrite reumatoide?

Alimentos que aceleram os processos inflamatórios em nosso organismo podem desencadear o problema. Dessa maneira, procure extinguir o fast food do seu cardápio, bem como alimentos enlatados e sachês de molho pronto. Quanto mais natural for a sua alimentação, melhor!

  • Quais alimentos fazem bem?

Em contrapartida, alimentos que são anti-inflamatórios podem auxiliar na redução dos danos causados pela doença. Para isso, você pode apostar em temperos (ao invés de molhos) como gengibre, alho, cebola e cúrcuma. As frutas, verduras e legumes frescos também são essenciais para manter o corpo mais saudável.

Por fim, beba bastante suco de laranja com cenoura , pois ele é rico em substâncias capazes de fortalecer o nosso sistema imune, além de ser um super anti-inflamatório!

COMO CONVIVER COM A ARTRITE REUMATOIDE?

Amiga, eu sei o quão dolorido é receber o diagnóstico de alguma doença, seja ela qual for. A gente se sente incapacitado, impotente e até mesmo um pouco desiludida com a vida.

Mas calma! Existem diversos cuidados que você pode tomar para que a sua qualidade de vida não seja afetada por conta do problema. Para isso, siga as dicas que elenquei logo abaixo:

  • Durma bem: É a partir de uma boa noite de sono que o nosso corpo se fortalece e o sistema imunológico fica equilibrado;
  • Pratique exercícios: Os exercícios lhe auxiliarão no mantimento da flexibilidade corporal;
  • Coma bem: Siga as dicas que dei logo acima e retarde o desenvolvimento da doença;
  • Beba água: Hidrate sempre o seu corpo! Assim você o mantém mais saudável e forte;
  • Mantenha a vacinação em dia: Mantenha as suas vacinas em dia. Afinal, você não quer ter uma complicação por conta de desequilíbrios imunológicos, não é mesmo?
  • Controle o seu peso: O controle de peso é essencial pra diminuir os impactos nas articulações;
  • Adapte a sua casa: Utilize maçanetas especiais, fixe apoiadores ao lado do vaso sanitário … Enfim! Adapte a sua casa para causar o menor desconforto possível;
  • Evite ficar muito tempo na mesma posição: Procure trocar de posição com frequência, para não sobrecarregar nenhuma articulação;
  • Faça o tratamento direitinho: Não negligencie o tratamento! Pois quanto mais dedicada a ele você for, menos dores e complicações você sentirá.

QUAL O MELHOR REMÉDIO NATURAL PARA ARTRITE REUMATOIDE?

Ufa, amiga! Se você chegou até aqui, é sinal de que gosta de cuidar da saúde direitinho, não é mesmo? E isso é muito importante, principalmente para quem convive com uma doença como a artrite reumatoide.

Desse modo, estou aqui para te ajudar com uma dica muito certeira e, acima de qualquer coisa, natural: estou aqui para te indicar qual o melhor remédio natural para atrite reumatoide. Ficou curiosa? Hehe

Pois bem, este remédio contém ingredientes essenciais para retardar o desenvolvimento da doença, além de inibir que a dor se intensifique. Logo, ele é responsável por promover mais qualidade de vida para você. Afinal, você merece!

E eu estou falando do ArtiCaps – uma incrível cápsula que vem como a ajuda que você precisa para retardar essa artrite reumatoide que insiste em atrapalhar a sua vida.

Ficou interessada? Então confira o meu guia completo sobre o ArtiCaps! Assim você terá mais informações sobre o produto e poderá comprar com total segurança.

E agora, sem mais delongas, vamos finalizar isso aqui! Rs. Ate aqui já pude te ensinar o que é artrite reumatoide, quais são as causas, o tratamento e qual o melhor remédio para tratá-la.

Portanto, agora é com você! Cuide de si mesma e encontre a melhor maneira de lidar com este problema. Lembre-se que é possível manter a qualidade de vida, desde que você tome as medidas corretas, ok?

Se tiver alguma dúvida sobre o tema, por favor, deixa o seu comentário aqui abaixo. Estou aguardando você para batermos aquele papo!

Beijos e até mais!

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: