Diferenças entre Chá Branco, Verde e Vermelho

Afinal, o que vem a ser mesmo estes tais “Chá Branco”, “Chá Preto”, “Chá Verde” e agora também o “Chá Vermelho”?

O Chá Branco, Chá Verde e Chá Vermelho são ricos em polifenóis que abrangem os flavonóides, taninos, catequinas, etc. Eles possuem alta ação antioxidante, atuando no combate aos radicais livres; proporcionam um aumento no consumo energético, acelerando o metabolismo de lipídios e carboidratos, auxiliando desta forma no emagrecimento; melhoram o funcionamento hepático e possuem efeito diurético considerável.

Polifenóis: são derivados de várias plantas, são substâncias antioxidantes, que evitam a ação destrutiva das moléculas de radicais livres que degeneram as células, auxiliando, por exemplo, no combate ao envelhecimento.

-taninos: auxiliam a diminuir as taxas do LDL (colesterol ruim) e fortalecem as artérias e veias favorecendo a prevenção de doenças cardíacas e circulatórias.

-bioflavonóides e catequinas: As catequinas atuam também contra desordens do metabolismo lipídico e apontam para uma redução do risco de doenças cardiovasculares. Os bioflavonóides são antioxidantes, compostos que neutralizam os radicais livres, substâncias que causam doenças no organismo. Os bioflavonóides ajudam a manter as artérias, ativar a circulação do sangue e diminuir o nível de colesterol.

Eles possuem ácido fólico, cafeína, flúor, manganês, óleo essencial, potássio, teofilina, vitamina C, vitamina K, vitamina B1, vitamina B2 e vitamina B6.

Os principais tipos diferentes de produtos para infusão são provenientes da mesma planta Camellia sinenses (árvore originária do Sudeste Asiático, China e Índia), porém colhidos e processados de formas distintas.

Assim temos as diferentes denominações:- o Chá Verde (Green Tea), o Chá Branco (White Tea), o Chá Vermelho (Red Tea ou Dark Tea) e o Chá Preto (Black Tea). A principal diferença entre eles é o grau de fermentação.

Obs: **Enquanto chá verde é extraído de folhas da planta, o chá branco, é extraído de gomos das partes superiores da planta, que darão origem a essas folhas. Pode-se incluir algumas folhas junto com os gomos, mas apenas folhas jovens (novos botões que cresceram) e que não sofreram efeitos de oxidação; os botões são protegidos da luz do sol para prevenir a formação de clorofila.

No chá preto, ocorre a fermentação e são utilizados folhas e caules. Ele contém alto teor de cafeína. Por isso atualmente há uma tendência de se usar preferencialmente as demais variações do chá.

Benefícios do Chá Branco, Chá Verde e Chá Vermelho:

-Aceleradores do metabolismo dos carboidratos e lipídios;

-Favorecedroes da redução dos níveis de colesterol (principalmente o LDL – considerado o “mau colesterol”) e triglicérides;

-Depurativos;

-Neutralizadores dos radicais livres, prevenindo o envelhecimento precoce das células e alterações celulares;

-Desintoxicantes, diuréticos, evitando a retenção de líquidos,

-Facilitadores da digestão.

Informações adicionais

O processo básico para preparação do Chá Branco consiste em secar, desidratar, selecionar, aquecer, cortar e misturar.

Polifenóis totais: 16%.

Taninos: 10%.

Cafeína: 2%.

O Chá Verde é totalmente não fermentado por causa do processo de eliminação das enzimas. A eliminação das enzimas, a secagem e a mistura são os processos básicos para a preparação do Chá Verde. As folhas são colhidas ainda jovens, antes de estarem completamente desenvolvidas. É submetido rapidamente à secagem e as folhas são enroladas ainda quentes e então são expostas ao vapor d’água e depois a altas temperaturas com a finalidade de eliminar a fermentação. Logo após são secas rapidamente, adquirindo assim um produto final de cor verde escura e formato enrolado.

Polifenóis totais: 10%.

Taninos: 8%.

Cafeína: 1,5%.

O Chá Vermelho tem o grau de fermentação entre o chá verde (não fermentado) e o chá preto (fermentado), porém o seu processo de fermentação que é mais curto, o que origina uma fragrância suave. Como conseqüência da oxidação parcial, o Chá Vermelho apresenta um teor de cafeína médio e um aroma não agressivo.

Polifenóis totais: 7%.

Taninos: 4%.

Cafeína: 1,5%.

O Chá Vermelho se diferencia pela fermentação que ocorre no final do processo de preparo do mesmo. A primeira etapa de preparação do Chá Vermelho é a eliminação das enzimas. Logo em seguida, as folhas são misturadas, o que irá aumentar o aroma do chá. Após a mistura, permanece determinado período secando. Para finalizar, ocorrem as etapas de fermentação, onde o Chá Vermelho irá adquirir a sua coloração característica e finalmente a secagem.

Somente após todas as etapas descritas, as folhas são selecionadas e a preparação do Chá Vermelho se encerra.

Dosagens e utilização

A dose usual da Camellia sinensis é de 1,5 a 2,5 gramas em forma de cápsulas ou chás instantâneos, embora muitos prefiram a boa e clássica tomada sob forma de infusões (deliciosas!).

A ingestão concomitante do leite pode inibir os efeitos antioxidantes dos componentes polifenólicos, pelo que devemos evitar associar os dois alimentos.

Para os preparados instantâneos solúveis de Chá Branco, Chá Verde e Chá Vermelho – dissolver aproximadamente 1 colher de sopa rasa do preparado em 200ml de água quente ou gelada. Não é necessário adoçar

A recomendação é de 3 a 4 copos (200 ml) por dia.

Quais são as contra-indicações de uso do Chá Branco, Chá Verde e Chá Vermelho?

Não é recomendado o uso por grávidas, nutrizes, crianças, pessoas com hipertensão, gastrite, doenças renais e glaucoma.

Quem já apresentou arritmias cardíacas deve evitar o consumo excessivo. Atenção para o fato de que pode ocasionar insônia devido à presença da cafeína.

 

Fontes: Dpto técnico lab. Vitalab Ltda, Dr. Jorge Boucinhas – médico, professor da UFRN

Gostou desse assunto? Inscreva-se em nossos canais e faça parte da comunidade Toda Saudável. Cadastre seu e-mail para receber novidades.

Fanpage: https://www.facebook.com/todasaudavelblog/

Grupo Face: https://www.facebook.com/groups/TodaSaudavel/

Bjs

Deixe seu Comentário